Conheça a empresa de alimentos hidropônicos patrocinada pelo fundo do bilionário Bill Gates

Enquanto a Califórnia luta contra uma seca que paralisa a agricultura, a startup Iron Ox, do Vale do Silício, que utiliza robôs para cultivar produtos mais sustentáveis, recebeu, no mês de setembro, US$ 50 milhões, em uma rodada de financiamentos liderada pelo Breakthrough Energy Ventures, de Bill Gates.

A startup emprega os bots de forma integrada a um sistema hidropônico que consome 90% menos água do que a agricultura tradicional, segundo o CEO Brandon Alexander. A empresa aplicou o sistema numa estufa de 10.000 pés quadrados (930 m²) localizada em Gilroy, Califórnia. Na produção, um autônomo chamado Grover realiza tarefas tais como mover paletes de manjericão genovês para inspeção.

Os sensores verificam os níveis de nitrogênio e acidez da água, sempre programados para um crescimento o mais saudável possível. E a solução não utilizada é bombeada de volta ao sistema, para reutilização posterior.

TÉCNICA HIDROPÔNICA PARA AMENIZAR SECA

A agricultura desempenha papel importante na economia da Califórnia, mas os recursos hídricos da região correm risco crescente. A última grande seca, ocorrida entre os anos de 2012/2017, obrigou a cortes na irrigação dos produtores rurais, forçou medidas rígidas de conservação e racionamento doméstico e gerou incêndios florestais mortais.

 Desde então, alternativas focadas na otimização do precioso recurso natural passaram a ser prioridade   nos investimentos da região. É aí que se encaixa a Iron Ox. Focada no cultivo de manjericão tailandês,   morangos, coentro, salsa e tomate, a empresa vem se destacando por suas iniciativas sustentáveis. T   Tanto que também está construindo uma nova estufa, de 50 m², em Lockhart, Texas, 48 km ao sul de   Austin.

 Satisfeito com os resultados alcançados até então, Alexander diz que a Hidroponia é apenas uma peça   do quebra-cabeças que será a agricultura futura. "Para realmente eliminar o desperdício, e chegar ao   próximo nível de sustentabilidade e impacto, temos que repensar todo o processo de crescimento",   afirmou.

A rodada de financiamento incluiu investidores da Crosslink Capital, R7 Partners e Pathbreaker Ventures, dentre outros.

 

Leia também: Conheça Eddy, o robô que pode ajudá-lo a cultivar vegetais em sistema hidropônico

 

Tags:

Compartilhar

Relacionados