THE BLUE GREEN BOX: APARELHO PROPORCIONA A PRODUÇÃO AQUAPÔNICA EM PEQUENA ESCALA

A história do Andrew de Melo com seu projeto é bem interessante. Ele descobriu a Aquaponia enquanto navegava na internet por um fórum sobre manutenção de peixes. Lá, havia uma pequena postagem falando sobre o crescimento de plantas em aquários.

Isso chamou sua atenção – ele começou a pesquisar o assunto para desenvolver um pequeno sistema para seu aquário de dez litros. Após a experiência ter dado certo, ele pensou em criar um modelo comercial e finalizou o primeiro teste de planejamento da The Blue Green Box. Na medida em que pesquisava e desenvolvia o experimento, seu amor ia aumentando cada vez mais ao ver suas plantas e peixes crescendo juntos.

Claro que, como qualquer bom experimento inicial, o sucesso esperado não foi obtido, pois o modelo era mais limitado, simples e com funções mais precárias se comparadas àquelas desenvolvidas posteriormente. Depois de compartilhar seu projeto com familiares e amigos, decidiu que queria mostrar sua criação para o mundo. Andrew afirma acreditar seriamente na aquaponia como o sistema de produção de comida mais eficiente, embora seu projeto não utilize a criação de alimentos com as plantas.

O PROJETO

O sistema desenvolvido é bem simples (mesmo no design), mas muito eficiente. A caixa, colocada acima de um aquário, contém quatro vasos pequenos de plástico com cascalhos cobrindo as raízes das plantas. Graças a uma bomba, é planejado o regamento das raízes em períodos específicos para que elas não morram afogadas. Quando isso acontece, a planta extrai os nutrientes que estão nos resíduos dos peixes e o cascalho adquire umidade para que as raízes não fiquem secas. Os vasinhos, por serem pequenos, facilitam a troca de plantas nos locais destinados a elas no equipamento. A inundação das raízes é controlada pelo sistema de transbordamento, que serve como tubo de descarga, e por uma bomba submersa. Quando há irrigação, o excesso de água sai por uma portinha de entrada do aparelho, que é a descarga de água.

A instalação do projeto necessita de um aquário abastecido por cerca de 37 litros, fonte de luz, cascalhos, tomada e plantas. O melhor é começar com sementes de planta do que transportá-las do solo. Os fertilizantes e bactérias podem envenenar ou matar as plantas.

Andrew de Melo trabalhou junto com seu pai Joseph de Melo, que dirigiu uma empresa de design industrial durante vários anos. O projeto não é recomendado para produção de alimentos por meio do sistema e também não substitui um filtro de aquário. O produto em si já foi bancado coletivamente, mas produzido somente para aqueles que contribuíram com a campanha.

A história do Andrew de Melo com seu projeto é bem interessante. Ele descobriu a Aquaponia enquanto navegava na internet por um fórum sobre manutenção de peixes. Lá, havia uma pequena postagem falando sobre o crescimento de plantas em aquários.

Isso chamou sua atenção – ele começou a pesquisar o assunto para desenvolver um pequeno sistema para seu aquário de dez litros. Após a experiência ter dado certo, pensou em criar um modelo comercial e finalizou o primeiro teste de planejamento da The Blue Green Box. Na medida em que pesquisava e desenvolvia o experimento, seu amor ia aumentando cada vez mais ao ver suas plantas e peixes crescendo juntos.

Claro que, como qualquer bom experimento inicial, o sucesso esperado não foi obtido, pois o modelo era mais limitado, simples e com funções mais precárias se comparadas àquelas desenvolvidas posteriormente. Depois de compartilhar seu projeto com familiares e amigos, decidiu que queria mostrar sua criação para o mundo. Andrew afirma acreditar seriamente na Aquaponia como o sistema de produção de comida mais eficiente, embora seu projeto não utilize a criação de alimentos com as plantas.

Compartilhe esta informação:

Posts Recentes

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Finalizar compra