PROJETO DE AQUAPONIA É DESTAQUE EM MINAS GERAIS

Em parceria com a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) realizou, neste domingo, uma série de atividades de divulgação científica em comemoração ao Dia Nacional da Ciência e o Dia Nacional do Pesquisador. Gratuita e aberta ao público, a programação ocorreu das 10h às 14h, no Espaço do Conhecimento UFMG, e no prédio Rainha da Sucata, ambos na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.

A Escola de Veterinária levou para a Mostra de Ciência experimentos de aquacultura, produção de organismos aquáticos representada pela Aquaponia, que integra peixes e plantas. A Aquaponia foi escolhida pela capacidade de somar conhecimentos das áreas de biologia, química e física e por se tratar de um sistema sustentável, agroecológico, de otimização e reúso da água e capaz de produzir alimentos livres de agrotóxicos, conforme a professora Cintia Nakayama, do Departamento de Zootecnia.

O sistema opera recirculando a água dos peixes, rica em nutrientes. Ela é levada até as áreas de plantio sem solo (Hidroponia) que, por sua vez, nutre as plantas e retorna para o tanque dos peixes. “Tudo isso é possível porque temos uma soma de diversos campos em cada etapa do sistema, como o conhecimento das necessidades dos peixes e das plantas, princípios básicos de física para recircular a água, engenharia nos filtros e processos químicos que ocorrem na água, entre outros”, enumera a pesquisadora. “A intenção é mostrar ao público, sobretudo às crianças, a importância da ciência em cada uma das suas áreas e da tecnologia para melhorar vidas”, acrescenta a professora.

Compartilhe esta informação:

Posts Recentes

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Finalizar compra