PEQUENO PRODUTOR APOSTA NA HIDROPONIA EM NOVA MUTUM/MT

Depois de trabalhar seis anos na horticultura tradicional, o pequeno produtor de hortaliças de Nova Mutum, Ademir Triches resolveu investir em Hidroponia. Ele buscou informações, qualificou a equipe e o resultado oficial aconteceu nesta semana com a inauguração do projeto Hidropônicos Cristalina. “Já produzíamos há quase um ano com esta nova técnica, mas ainda não tínhamos feito a inauguração oficial”, conta.

Na chácara localizada a 13 quilômetros do centro de Nova Mutum, no Mato Grosso, Ademir cultiva alface, agrião, rúcula, almeirão, pepino e hortelã e gera pelo menos nove empregos diretos. O dia começa cedo para toda a equipe que colhe, planta, replanta e faz várias outras atividades para manter a produção livre de pragas e doenças. “Além de produzir ainda tem a integra e também a parte financeira da empresa”, lembra. “Sempre há trabalho”, complementa.

A Hidroponia de Ademir, inaugurada em Nova Mutum está dentro de uma estufa com área de 1.580 metros quadrados. O produtor conta que a alface é a principal verdura cultivada. “Colhemos cerca de 850 pés por dia e abastecemos os principais supermercados e restaurantes da cidade”, conta o produtor entusiasmado. A renda bruta é de aproximadamente R$ 23 mil por mês.

A principal dificuldade do produtor ainda é a mão de obra. Ele conta que necessita de profissionais com conhecimento para a produção da hortaliças no sistema hidropônico. “O treinamento é rápido, mas necessário”, salienta. Assim, como Ademir, há vários outros produtores interessados em investir na produção de hortaliças utilizando o sistema hidropônico. O projeto conta com o acompanhamento técnico da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer).

Hidroponia é a ciência de cultivar plantas sem solo, onde as raízes recebem uma solução nutritiva balanceada que contém água e todos os nutrientes essenciais ao desenvolvimento da planta. Na Hidroponia as raízes podem estar suspensas em meio liquido (NFT) ou apoiadas em substrato inerte, como por exemplo a areia lavada.

Ele buscou informações, qualificou a equipe e o resultado oficial aconteceu nesta semana com a inauguração do projeto Hidropônicos Cristalina. “Já produzíamos há quase um ano com esta nova técnica, mas ainda não tínhamos feito a inauguração oficial”, conta.

Na chácara localizada a 13 quilômetros do centro de Nova Mutum, no Mato Grosso, Ademir cultiva alface, agrião, rúcula, almeirão, pepino e hortelã e gera pelo menos nove empregos diretos. O dia começa cedo para toda a equipe que colhe, planta, replanta e faz várias outras atividades para manter a produção livre de pragas e doenças. “Além de produzir ainda tem a integra e também a parte financeira da empresa”, lembra. “Sempre há trabalho”, complementa.

A Hidroponia de Ademir, inaugurada em Nova Mutum está dentro de uma estufa com área de 1.580 metros quadrados. O produtor conta que a alface é a principal verdura cultivada. “Colhemos cerca de 850 pés por dia e abastecemos os principais supermercados e restaurantes da cidade”, conta o produtor entusiasmado. A renda bruta é de aproximadamente R$ 23 mil por mês.

A principal dificuldade do produtor ainda é a mão de obra. Ele conta que necessita de profissionais com conhecimento para a produção da hortaliças no sistema hidropônico. “O treinamento é rápido, mas necessário”, salienta. Assim, como Ademir, há vários outros produtores interessados em investir na produção de hortaliças utilizando o sistema hidropônico. O projeto conta com o acompanhamento técnico da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer).

Hidroponia é a ciência de cultivar plantas sem solo, onde as raízes recebem uma solução nutritiva balanceada que contém água e todos os nutrientes essenciais ao desenvolvimento da planta. Na Hidroponia as raízes podem estar suspensas em meio liquido (NFT) ou apoiadas em substrato inerte, como por exemplo a areia lavada.

Compartilhe esta informação:

Posts Recentes

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Finalizar compra