Programa da Plataforma Hidroponia chega a Universidade de Maputo em Moçambique.

Muitos países em desenvolvimento, têm programas de cooperação concretos e bem-sucedidos baseados em políticas viáveis e eficazes. Compartilhar experiências e lições aprendidas com outras pessoas é um benefício inestimável.

A criação de redes de compartilhamento de conhecimento é fundamental para enriquecer o debate e conectar formuladores de políticas, estudantes,  profissionais e outras partes interessadas - proporcionando oportunidades de interação e engajamento.

Com o objetivo de expandir a pauta HIDROPONIA para os ambientes acadêmicos e técnicos e incentivar a cultura hidropônica por meio de mecanismos de cooperação, intercâmbios científicos-tecnológicos e do desenvolvimento de recursos humanos, a Plataforma Hidroponia criou o Programa  Cooperações  Tecnológicas. 

A iniciativa prevê a composição de parcerias com organizações estatais  e instituições acadêmicas do Brasil e do mundo. No dia 17/09, o consultor, produtor e parceiro da Plataforma Hidroponia, Jenaro Lopez reuniu-se com a Reitoria da Universidade Pedagógica de Maputo para apresentar a técnica da Hidroponia. Neste post, vamos contar mais detalhes do encontro e do programa de cooperação internacional criado pela Plataforma Hidroponia.

 

UMA COOPERAÇÃO PARA DESENVOLVER O CULTIVO DA HIDROPONIA, PROMOVER A SAÚDE ALIMENTAR E NOVOS NEGÓCIOS

O encontro em Maputo, ocorreu entre o reitor da UP Maputo, Jorge Ferrão e o Chefe do Departamento de Agropecuária na Faculdade de Engenharias e Tecnologia (FET) Dionísio Roque e os dois dos maiores entusiastas da Hidroponia em Moçambique, Consultor Jenaro Lopez da Plataforma Hidroponia e Teodato Sanveca da HidroMoz.

 

 Leia também: Plataforma Hidroponia lança Centro de Conhecimento 

 

Jenaro é um apaixonado pela Hidroponia e possui um grande conhecimento. Ele discorreu alguns detalhes sobre a técnica que consiste, basicamente, em cultivar plantas sem solo, onde as raízes recebem uma solução nutritiva, balanceada, que contém água e todos os nutrientes essenciais ao desenvolvimento da planta. 

 

“Temos de pensar em novas formas de produzir alimentos saudáveis, não podemos continuar com a enxada”, referiu o reitor.

Quer conhecer o programa das Missões Técnicas da Plataforma Hidroponia? Acesse aqui!

 

No que se refere às vantagens deste processo, Jenaro, falou da economia de água na produção hidropônica que racionaliza no consumo de recursos hídricos em até 95 % em comparação a uma produção de cultivo convencional. “Sem dúvida, uma grande economia. Neste processo, por outro lado, é fácil diversificar a produção e reduzir a dependência das importações, porque se pode criar na estufa o ambiente necessário para a produção de vários tipos de hortícolas” .

 

CAMPUS DE LHANGUENE DEVE SER O LABORATÓRIO  PARA IMPLEMENTAR A FORMAÇÃO NA HIDROPONIA 

 

Dionísio da FET, ficou interessado em implementar a tecnologia e envolver os estudantes. E ficou definido que em breve, o Campus de Lhanguene deverá receber uma amostra do equipamento hidropônico para motivar os estudantes e docentes que poderão ser beneficiados com uma formação na especialidade. 

 

O Reitor Jorge Ferrão, que confessou ser um bom apreciador e consumidor de alface, disse estar aberto para esta parceria e desafiou os colegas da FET a trabalhar com afinco para a criação rápida de um campo de ensaio, desenho de projeto de investimento em estufas e criar modelos de negócio também com uma visão de mercado. 

 

“Vamos incentivar os estudantes a criar uma incubadora de negócio usando a tecnologia hidropônica”, completa o reitor.

 

PARCERIAS NO MUNDO

 

A iniciativa da cooperação tecnológica internacional da Plataforma Hidroponia prevê a composição de parcerias com organizações estatais de fomento ao cultivo hidropônico e instituições acadêmicas do Brasil e do mundo.

 

Para o CEO da Plataforma Hidroponia, Roberto Lange é um momento de celebrar com grande satisfação a iniciativa de nosso Correspondente Hidropônico,Jenaro Lopez, e a oportunidade de compor alianças com entidades de ensino, lideranças profissionais e pesquisadores reforçando o conceito de estreitamento das relações visando o compartilhamento de conhecimento com base técnica-científica.”Estamos conectados e atuando com total sinergia” destaca Lange.

 

A Plataforma Hidroponia se apresenta como um elo estratégico para o setor do cultivo sem solo no Brasil e no mundo, atuando no relacionamento entre todos os atores do setor hidropônico. “E para cumprir sua diretriz de compartilhar conhecimento técnico com assertividade, conta com o decisivo apoio de um verdadeiro “Time de Especialistas” abnegados e muitas vezes altruístas consultores que indicam caminhos, sugerem procedimentos, orientam produtores, validam conteúdos, o que permite editarmos conteúdos de valor, creditando a Plataforma Hidroponia e a Revista Hidroponia como um veículo aliado para o esclarecimento e qualificação do setor, legítimo agente de resultados” acrescenta Lange.

 

 

OBJETIVOS DA COOPERAÇÃO 

 

“Quem vê de perto entende melhor” é o conceito do programa, que têm como objetivo expandir a pauta Hidroponia para os ambientes institucionais, acadêmicos e técnicos  e incentivar a cultura hidropônica por meio de mecanismos de cooperação, intercâmbios científicos-tecnológicos e do desenvolvimento de recursos humanos. A configuração do ambiente digital da Plataforma Hidroponia é de “HUB” ”- conexões para conectar certo,  ou seja, um espaço voltado para a geração dinâmica de informações, negócios e oportunidades. 

 

 

“O mix de possibilidades  que o Programa Cooperações Tecnológicas oportuniza  para o setor  movimentar e pavimentar o campo de estudos, gerando investimentos e o avanço do cultivo sem solo através de atividades comuns relacionadas à promoção de inovação, ao desenvolvimento tecnológico, à transferência de tecnologia, intercâmbio, desenvolvimento humano e realização de projetos conjuntos”, finaliza Lange.

 

O modelo do Programa de Cooperações Tecnológicas é aberto para academias, organizações e instituições do Brasil e do Mundo. No Sul do Brasil, a Plataforma Hidroponia conta com a parceria da Universidade FEEVALE. 

 

Ficou interessado no programa? Contate-nos!

 

 

 

 

Andrea Weschenfelder

Jornalista e Editora de Publicações

MTB 10594

Fone 51 9286 1880 (WhatsApp)

         51 3207 7463

Tags: moçambique cooperações tecnológicas plataforma hidroponia maputo jenaro lopez

Compartilhar

Relacionados

Conversar no Whatsapp