Maior varejista de móveis do mundo, investe na produção hidropônica

Uma das decisões mais desafiadoras que uma empresa pode enfrentar é diversificar: as recompensas e os riscos podem ser extraordinários. As histórias de sucesso são abundantes - pense na maior varejista de móveis do mundo, a rede sueca Ikea

Ela está prestes a começar a vender um produto que não tem nada a ver com suas estantes e cadeiras.

A companhia começou um projeto-piloto de cultivo de verduras em contêineres instalados do lado de fora de suas lojas.

Vamos conhecer a estratégia utilizada pelo empresário que agregou móveis e a produção sem solo.

 

 

QUAIS SÃO OS SEUS ATIVOS ESTRATÉGICOS

Identificar ativos estratégicos é uma abordagem orientada pelo mercado para a definição de negócios. Força uma organização a identificar como pode agregar valor a uma empresa adquirida ou um novo mercado. 

Para a Ikea,  o projeto da produção sem solo é uma forma de melhorar o perfil ambiental da companhia, que trabalha com muitas peças de madeira.

O espaço conta com iluminação especial para funcionar como uma estufa para o cultivo, por exemplo, de alface. A produção será servida nas saladas vendidas nos restaurantes da Ikea. Os contêineres, administrados pela empresa agrícola Bonbio, têm quatro prateleiras e capacidade para o cultivo de até 3,6 mil plantas. 

As espécies são alimentadas por nutrientes extraídos de resíduos orgânicos, que incluem restos dos restaurantes da Ikea, no conceito da agricultura circular. 

 

RESTOS DE ALIMENTOS TRANSFORMADOS EM ADUBO

Nela, os alimentos que seriam desperdiçados são transformados em adubo, utilizado para cultivar novas culturas.

“As condições são perfeitas para o máximo sabor e crescimento, e você também tem a vantagem da sustentabilidade, porque não é preciso fazer o transporte”, disse a executiva Catarina Englund, gerente de inovação do Grupo Ingka, proprietário da maior parte das lojas Ikea.

Saiba: Por que a Hidroponia é sustentável 

O projeto usa o sistema hidropônico de produção. Com isso, as plantas não precisam de terra ou de pesticidas. Além disso, usam 90% menos água e menos da metade da área da agricultura convencional. As lâmpadas de LED são alimentadas por energia renovável, segundo a companhia.

As sementes são plantadas em lotes, por isso sempre há alface disponível para a colheita. Nenhum pesticida é necessário durante o processo de crescimento porque a agricultura ocorre em um sistema fechado.

 

ANÁLISE DE VENDAS E LUCRATIVIDADE

Apesar de a venda de alimentos ser secundária para a companhia, seus números não são desprezíveis quando se analisa o balanço. As vendas de alimentos da Ikea, como cachorros-quentes ou almôndegas suecas, respondem por cerca de 5% dos 35 bilhões de euros (US$ 39,34 bilhões) do faturamento do grupo.

Segundo a gerente do Grupo Ingka, cada contêiner possibilita a colheita de 15 a 20 quilos de salada por dia. Com o cultivo controlado, a produção pode ser adaptada ao consumo médio de cada loja, o que diminui o risco de desperdício de alimentos. 

A Ikea é atualmente um dos maiores vendedores de luzes LED do mundo e tem em suas lojas kits hidropônicos domésticos para quem quer praticar a jardinagem em casa.

 

Saiba mais sobre empreendedorismo: Empresário brasileiro empreende em Moçambique 

A multinacional demonstrou um dos novos contêineres em um evento em uma loja em Kaarst, no Oeste da Alemanha. A instalação dos primeiros contêineres aconteceu no ano passado. O plantio é feito em uma área de 30 metros quadrados. O teste com a tecnologia da Bonbio será feito, segundo o seu site, ao longo de um ano. 

O objetivo nessa primeira fase é aprender sobre como os contêineres agrícolas podem ajudar as lojas de departamento a servir alimentos mais sustentáveis. “Não é todo dia que temos uma celebração da colheita na Ikea e é realmente divertido para nós finalmente podermos servir nossa própria alface. É fresca e tem um pouco mais de sabor do que a alface comum. Começaremos a servir a alface nas nossas cantinas, mas esperamos poder oferecê-la aos nossos clientes em breve”, disse em comunicado Ann Holster, responsável pelas operações de restauração da Ikea na Suécia.

 

Link site: http://stopcancerportugal.com/2017/04/11/ikea-indoor-garden-system/

Tags: Ativos estratégicos Tecnologia Mercado Oportunidade Economia

Compartilhar

Relacionados

Conversar no Whatsapp