HIDROPONIA DE SC COMEÇA A RASTREAR A PRODUÇÃO

A Hidroponia Stella, de Joaçaba (SC), começou em fevereiro a rastrear a produção de verduras hidropônicas. Os irmãos Maicon e Fábio Stella decidiram se antecipar ao mercado e investir na rastreabilidade. Junto com o pai, Valério Stella, eles produzem alfaces crespa, lisa, mimosa e roxa, além de agrião, rúcula e tempero verde (salsa e cebolinha).

O cultivo é feito em estufas cobertas e os produtores não usam agrotóxicos no controle de pragas e doenças. “Todas as nossas estufas são de estrutura metálica e fechadas com telas anti-afídeos”, ressalta Maicon. A produção, de 1 mil plantas/dia, é entregue para a rede de supermercados que possui lojas em Joaçaba e Concórdia, em Santa Catarina.

Os vegetais são etiquetados na gôndola do supermercado. Os produtores têm acesso ao software da PariPassu, empresa de Florianópolis (SC), que é responsável pelas coletas e análise técnica das amostras. Ao lançar os dados da produção no sistema, eles geram um código numérico único para cada lote comercializado. Este código vai no rótulo da embalagem e acompanha o alimento em toda a cadeia de abastecimento. Ele pode ser consultado, a qualquer momento, por meio de um telefone celular, por todos os elos envolvidos no processo.

Controle da qualidade – Os agricultores destacam a importância da rastreabilidade, que permitirá a identificação da origem dos alimentos e como eles foram produzidos. “O consumidor cada vez mais exige conhecer a origem das frutas, verduras e legumes que consome, assim como a maneira como elas foram cultivadas. O rastreio também vai possibilitar que o produtor mostre a qualidade de seu produto”, salienta Maicon.

A Hortaliças Stella foi criada em 2012. Depois de participar de um curso no Laboratório de Hidroponia (LabHidro) em Florianópolis (SC), ministrado pelo professor Jorge Barcelos, os dois começaram a implantar gradativamente o novo sistema de produção. No início, eram apenas duas bancadas de 350 unidades cada, que pouco depois foram substituídas por uma estufa de 300 metros quadrados.

Atualmente, os cultivos ocupam uma área de 5,5 mil metros quadrados. Mas a família Stella pretende aumentar o espaço destinado à produção hidropônica ainda em 2017. A ideia é expandir mais 1 mil metros quadrados, o que permitirá diversificar o mix de produtos, outra exigência dos clientes. “Queremos cultivar almeirão e ainda estamos estudando o que mais iremos plantar”, adianta Maicon.

Rama – A iniciativa integra o programa de Rastreabilidade e Monitoramento de Alimentos (Rama), uma parceria entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). O projeto também é apoiado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O programa é baseado no monitoramento e rastreabilidade de frutas, de legumes e de verduras, monitora resíduos de agrotóxicos utilizados desde a produção até o ponto de venda. O principal objetivo é garantir que resíduos de defensivos agrícolas encontrados nos alimentos não estejam acima de níveis que ofereçam riscos à saúde e também do nível permitido legalmente pela Anvisa, estando, portanto, seguros para o consumo humano.

Compartilhe esta informação:

Posts Recentes

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Finalizar compra