CULTIVO SEM SOLO: UMA ALTERNATIVA SAUDÁVEL

A busca por um ritmo saudável de vida impulsiona vários setores da economia. Na agricultura, os impactos dessa tendência – que cada vez é mais crescente entre a população – estão refletidos na busca por alimentos mais saudáveis, isentos de agrotóxicos. Dentro desse contexto, a Hidroponia ganha espaço e segue com uma fatia substancial do mercado.

Com a evolução do processo de produção hidropônica, hoje é possível cultivar uma variedade ampla de espécies de plantas. A alface ainda é a campeã, mas já se planta brócolis, couve, melão, berinjela, tomate, arroz, morango, forrageiras para alimentação animal, mudas de árvores, plantas ornamentais, entre outras.

Na RS-734, estrada que liga os municípios gaúchos de Rio Grande e Cassino existe uma área para a produção de hortaliças folhosas através da Hidroponia.

Pois a Irmãos Foscarini realiza esse trabalho há mais de nove anos. Natural de Maximiliano de Almeida, Eliseu Foscarini  começou o sistema hidropônico em 2002, construindo uma área de 400 m2 em um terreno alugado próximo ao bairro Junção, em Rio Grande. Em 2005 formou uma sociedade com seu irmão Alceu Foscarini e adquiriram um terreno no Senandes onde as instalações foram ampliadas.

Atualmente existem  oito estufas de 400 m2 cada, totalizando uma área de 3.200 m2 e 84 km de canos de 75 mm produzindo alface lisa, alface americana, alface crespa, alface mimosa, alface roxa, agrião, salsa e em fase experimental tomates hidropônicos, que tem sido um sucesso pelo tamanho das frutas.

A produção é durante o ano inteiro e a colheita de dois mil pés de hortaliças por dia que já saem das estufas embaladas. Hoje, a produção hidropônica abastece as maiores redes de supermercados de Rio Grande e Pelotas.

Compartilhe esta informação:

Posts Recentes

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Finalizar compra