ALIMENTOS HIDROPÔNICOS CONQUISTAM MERCADO

Está cada vez mais fácil encontrar produtos hidropônicos em supermercados, feiras e sacolões. Um dos termômetros do mercado hortícola, a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), reflete esse cenário positivo para o setor.

Entre os alimentos hidropônicos mais comercializados na Ceagesp, se destacam o agrião e a rúcula. A distribuição de agrião, por exemplo, saltou de 570 toneladas em 2012 para cerca de 900 toneladas do produto em 2015, conforme indica o levantamento da companhia. Por sua vez, a rúcula teve um volume de 2,1 mil toneladas comercializadas apenas no período do ano passado.

E, considerando o comportamento atual do consumidor e a regularidade de oferta de alimentos cultivados sem solo, a tendência é que setor continue a crescer, conforme explica a engenheira agrônoma da Seção de Controle de Qualidade Hortigranjeira da Ceagesp Anita de Souza Dias Gutierrez. “Fatores como a menor necessidade de área para produção, economia no consumo de água no cultivo, maior qualidade e durabilidade do alimento hidropônico contribuíram para o avanço do segmento”, afirma.

A agrônoma também destaca a margem de lucro maior que o produtor hidropônico consegue obter na hora da venda. “O valor do quilo de alface cultivado sem solo na Ceagesp é, em média, 138% superior em relação ao mesmo alimento produzido por meio da maneira convencional”, aponta Anita.

O Sistema de Informação e Estatística de Mercado da Ceagesp (Siem) aponta a participação da Hidroponia especialmente na comercialização de agrião, alface, escarola, espinafre e rúcula.

Compartilhe esta informação:

Posts Recentes

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Finalizar compra