A ESSÊNCIA INTERIOR DA HIDROPONIA

Radiologia e diagnósticos por imagem: Essa especialidade médica utiliza equipamentos de alta tecnologia para realizar o diagnóstico de doenças por meio de imagens internas do corpo. Alguns exemplos são a ressonância magnética, a tomografia e o PET scan. Essas técnicas dão suporte para o diagnóstico e tratamento da doença. Hidroponia: O cultivo sem solo através de tecnologia que permita o cultivo da horticultura em qualquer ambiente, desde que ela seja alimentada com os nutrientes certos e possua a iluminação adequada. Dois conceitos distantes, porém, inovadores. Mas qual a relação entre esses dois assuntos?

É aí que entra o personagem principal da nossa história: Nori Mikami. Nascido em Bandeirantes, no interior do Paraná, Mikami veio de uma família de produtores de uva, mas decidiu seguir por um caminho diferente – o da Medicina. Nosso protagonista especializou-se, mais tarde, em Radiologia e diagnósticos por imagem com foco em exames de atletas e, assim, teve passagens profissionais por grandes clubes de futebol da capital paulista.

Porém, o médico sempre teve uma paixão por empreendedorismo e, no início dos anos 2000, junto com um colega também médico, resolveu investir em algo que estava apenas começando: uma tal de Internet. “Criamos um site de conteúdos e serviços dedicados à área médica, como prontuário eletrônico, agendas e outros serviços. Porém, com o estouro da bolha das “PontoCom” e sem recursos, não conseguimos levar adiante e desistimos do projeto”, lamentou.

Mesmo com o não sucesso de seu primeiro empreendimento, Mikami não perdeu a fagulha que o motivava a querer criar algo novo. Enquanto isso não acontecia, o médico montou uma clínica de diagnósticos por imagem em 2008, a qual durou até meados de 2017. O profissional da saúde enxergou aquele período como uma grande “escola” para o empreendedorismo e gestão, já que na formação médica esta competência não é muito trabalhada. “Vi que esse ramo estava se tornando muito competitivo e difícil para pequenos empresários, já que o custo dos equipamentos e insumos era em dólar e as receitas dos exames estavam em queda devido à popularização cada vez maior destes tipos de exames. Então, decidi por vender o negócio para um grupo maior. Hoje, continuo prestando serviços para terceiros e ainda dou consultoria em exames de atletas”, contou.

A Viagem ao Oriente

Mas nosso protagonista ainda estava no meio de sua história, e seu ponto de virada foi uma viagem a uma feira de empresas da indústria alimentícia que ocorreu em Tóquio, no Japão, em outubro de 2017. Foi lá que a Radiologia e a Hidroponia se encontraram. “Vi o conceito de fazendas urbanas pela primeira vez e me encantei logo de cara com a tecnologia empregada e a alta eficiência produtiva. Eu e minha esposa, Akemi Ono, já estávamos pensando em empreender na área da alimentação, mas não exatamente em cultivo”, lembrou o médico.

De volta às raízes

A viagem de Nori e a esposa despertou muito mais do que a ideia para iniciar uma produção hidropônica. O que veio à tona foram as lembranças de sua família. “Ao ver aquelas estufas hidropônicas ‘indoor’, lembrei dos meus pais, produtores rurais por toda a vida e que, depois da aposentadoria, se mudaram para a cidade. Há alguns anos, meu pai iniciou um cultivo de hortaliças numa pequena laje de sua casa, somente para consumo próprio”, comentou Nori.

“Ao mesmo tempo, minha irmã, Amelia Orikassa, criou um canal no YouTube, com vídeos de assuntos diversos, inclusive alguns falando sobre a horta de meu pai. De todos os temas, os vídeos sobre a horta eram, de longe, os mais visualizados, o que motivou minha irmã a se dedicar exclusivamente a este assunto e, hoje, o canal se chama Horta do Ditian. O grande interesse das pessoas em produzir alimentos saudáveis em casa me chamou muito a atenção, e daí que veio a ideia”, destacou.

Como uma epifania, Mikami viu que estava no caminho certo e elaborou o primeiro protótipo de uma estufa em seu apartamento, em São Paulo. Após diversas pesquisas, participações em workshops e troca de experiências com produtores e professores, ele montou um segundo protótipo com um amigo marceneiro.

Hidroponia em casa

Hoje, Nori, juntamente com dois sócios, está à frente da Homeponic, junção das palavras casa e Hidroponia em inglês (home e hydroponics), sediada em São Paulo. A empresa oferece inúmeros produtos voltados ao mercado hidropônico, com os kits de auto-produção de microgreens como seu carro chefe – oferecendo variedades como rabanete, rúcula, couve, mostarda, brócolis e girassol. “O consumo de microgreens é um conceito recente, trazido dos EUA, já que esses alimentos possuem características específicas como um sabor autêntico e marcante, uma maior concentração de minerais, vitaminas e antioxidantes se comparado a uma planta em fase adulta. Isso sem falar que ele pode ser cultivado por qualquer pessoa em qualquer local, até mesmo em um apartamento pequeno, não necessitando de uma área extensa”, explicou.

A Homeponic também comercializa móveis personalizados para quem deseja produzir alimentos de forma autônoma sem se preocupar com irrigação, temperatura, luminosidade e qualidade da água. “Todas essas funções são monitoradas em tempo real por meio do nosso aplicativo, o que facilita o processo, poupando o tempo do fazendeiro urbano”, conclui Mikami.

A importância de saber a essência de tudo

Esse não é o final da história de Nori Mikami, mas sim, um novo começo. Essa jornada apenas iniciou porque o médico, especializado em enxergar o interior das pessoas por meio da radiologia, enxergou o seu próprio interior e descobriu, assim, aquilo que o fazia feliz sem perder a essência de sua formação. Através da Hidroponia, Mikami passou de “diagnosticar doenças” para “prevenir doenças” por meio de uma alimentação saudável e uma vida sustentável.

Por Jorge BoruszewskyFonte: Nori Mikami

Compartilhe esta informação:

Posts Recentes

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Finalizar compra