4º WORKSHOP DE HIDROPONIA DO SUDOESTE DO PARANÁ SUPERA EXPECTATIVAS

Nesta última quinta-feira (dia 17), município de Dois Vizinhos (PR) recebeu o 4º Workshop de Hidroponia do Sudoeste do Paraná. Realizado em 2013, 2014 e 2015, o evento passou por um hiato em 2016. “Em função do cenário de instabilidade político-econômica no ano passado, optamos em não promover o evento. Contudo, o objetivo nunca foi parar e, naturalmente, retomamos a iniciativa agora”, explica a professora e coordenadora do curso de Agronomia da União de Ensino do Sudoeste do Paraná (Unisep) e membro da comissão organizadora do evento, Claudia Manteli.

E a edição 2017 do evento superou as expectativas de público por parte da Comissão Organizadora. Ao todo, mais de 300 pessoas entre produtores, técnicos e acadêmicos da área estiveram no Workshop. “Recebemos participantes das regiões Norte, Noroeste, Oeste e Sudoeste do Paraná, além da Região Metropolitana de Curitiba. Também tivemos a presença de pessoas vindas do oeste catarinense e do centro rio-grandense”, revela Claudia.

A programação do Workshop envolveu palestras, oficinas e exposição de insumos para Hidroponia e Semi-Hidroponia. Entre as participações na ocasião, se destacou a da professora da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), Simone da Costa Mello. Ela abordou a questão do cultivo protegido, principalmente, em Semi-Hidroponia.

Como tudo começou

Claudia Manteli conta que a ideia do Workshop veio após observar que os produtores precisavam de informações. “Eu também sou instrutora do Senar-PR [Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Paraná] e, ao visitar os produtores, percebia que muitos careciam de assistência técnica”, explica. De acordo com Claudia, a falta de conhecimento técnico fazia com que os hidroponistas comprassem insumos não apropriados para suas estufas. “Em determinados casos, na hora da venda, o fornecedor não observava detalhes técnicos. E o produtor não obtinha o resultado conforme as expectativas criadas momento da compra”, declara.

Como o cultivo sem solo exige investimento e cuidado nos detalhes, é essencial que o produtor esteja qualificado e tenha o conhecimento necessário para obter sucesso dentro da estufa, segundo Claudia. Para atender à demanda, a professora entrou em contato com o gerente regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Paraná (Emater-PR), Valdir Koch. “Nessa ocasião, decidimos criar o Workshop de Hidroponia do Sudoeste do Paraná”, afirma. Atualmente, o Workshop é realizado pela parceria entre a Emater-PR, Unisep e a UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná).

Quatro anos após a primeira edição, Claudia nota que o hidroponista local está mais criterioso na escolha de insumos e no manejo da produção. “Hoje, o agricultor está mais tecnificado e olha seu negócio sob uma perspectiva estratégica”, diz. Para a professora, esses fatores de gestão e tecnologia presentes na própria Hidroponia ajudam a combater o êxodo rural. “Contatamos o envolvimento de muitos jovens na área de cultivo sem solo que, se não estivessem neste segmento, talvez precisassem sair do campo e buscar trabalho nas grandes metrópoles”, finaliza.  

Compartilhe esta informação:

Posts Recentes

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Finalizar compra